QUANDO TEREMOS ENERGIA RENOVÁVEL ACESSÍVEL?

POR: | 18/12/2017

 

Quando teremos energia renovável acessível? A energia solar está mais barata a cada ano. Segundo a Bloomberg New Energy Finance, os preços das novas instalações de energia solar caíram 26 por cento no último ano. Atualmente é mais barato construir novas fontes de energia renovável ​​comerciais do que manter as usinas existentes de carvão e energia nuclear em funcionamento.

 

energia renovável jeison mello

Não estou falando de instalações domésticas, mas sim usinas de geração de “energia alternativa”.

 

Se analisarmos nossas contas de energia elétrica veremos que o preço vem subindo nos últimos anos, e isso não ocorreu apenas no Brasil, o mesmo cenário acontece no restante do mundo.

 

O custo médio internacional, do MW-h hora internacional é de R$ 275,74. Aqui no Brasil nosso custo é de R$ 402,26 por MW-h, ou seja, 46% superior à média internacional. Nos EUA, por exemplo, o custo é de R$ 128,2.

 

A divisão de energia eólica da Siemens estimou que a indústria eólica na Europa atingiu um marco três a quatro anos antes do cronograma: alcançar energia eólica a U$ 113 por megawatt hora. Isso significa que os parques eólicos poderiam ser construídos sem qualquer subsídio do governo porque são economicamente viáveis.


A energia eólica apresentou redução de preço nos últimos três anos caindo 27% desde 2014. Isso significa que a fonte de energia se tornou mais barata ou igual a geradores a carvão ou reatores nucleares.

 

Então por que a maioria das pessoas não instala sistema de energia solar ou eólica em suas casas? Melhor, por que o governo ou as companhias geradoras de energia não instalam equipamentos de energia renovável nas residências, empresa e indústrias?

 

Fiz muito esta pergunta nos últimos 5 anos toda vez que eu encontrava alguém que entendesse do assunto. Nenhuma resposta me convencia. Pesquisando cheguei a uma conclusão: ainda não estamos prontos para ter energia renovável.

 

Mesmo estando mais barata a cada ano, o armazenamento da energia ainda é caro. Precisaremos de baterias para guardá-la.

 

Uma ocasião comprei uma bomba d’água com placa solar. Muito divertida, funciona perfeitamente – desde que haja sol. Quando eu fazia uma sombra na placa imediatamente a energia era cortada.  Isso porque eu não tinha instalado um sistema de armazenamento de energia.

 

Aí é que mora o problema. Além do investimento na instalação das placas solares ou torres eólicas, é necessário um sistema de armazenamento por baterias para guardar a energia, na ausência de sol  ou o vento, por exemplo.

 

energia renovável jeison mello

 

 

Ok, mas a Tesla já resolveu este problemas em 2015 com o Tesla Powerwall, que pode armazenar energia a partir de painéis solares da rede elétrica à noite e proporciona um backup seguro em caso de queda de energia.

 

Na teoria, o dispositivo, que se encaixaria na parede da garagem de uma casa, pode tornar as casas completamente independentes da energia elétrica tradicional, usando apenas energia solar.

 

 

 

O Tesla Powerwall armazena energia durante o dia e para que você possa utilizar em dias sem sol, ou a noite.

 

energia renovável jeison mello

energia renovável jeison mello

 

Tudo controlado em um aplicativo do seu smartphone através do Tesla App.

energia renovável jeison mello

 

Então vamos analisar e comparar: o consumo médio por residência do brasileiro é de 166 kWh/mês. Um dispositivo atende uma estimativa e 24 kWh/dia. Pronto, resolvido, genial. Pera lá… Mas afinal, quanto custa?

 

U$6,200 lá na América do Norte. Fiz uma estimativa para importação e aqui sairia por R$ 33.982,20.

 

A estimativa para instalar sistema de energia solar em residências seria algo como:

Casa pequena – de 2 a 3 pessoas = Sistema de 1.6Kwp custa de R$ 12.700 a R$ 16.900

Casa média – de 3 a 4 pessoas = Sistema de 2,2Kwp custa de R$ 16.000 a R$ 20.900

Casa grande – 4 a 5 pessoas = Sistema de 4,4Kwp custa de R$ 26.500 a R$ 34.500

Casa grande – 5 pessoas = Sistema de 5,3Kwp custa de R$ 31.000 a R$ 40.500

Casas grandes – mais de 5 pessoas = Sistemas de até 10Kwp custam de R$ 60.000 a R$ 72.000

 

Vou considerar o exemplo de Casa média, de 3 a 4 pessoas, com consumo atual mensal  de 230kW/h, o que custaria R$ 202,96.

 

Simplificando a conta, o tempo para pagar o investimento seria de oito anos e meio. Isso considerando utilizar somente a energia solar, o que não ocorre. Então precisamos adicionar as baterias, vamos considerar o Tesla Powerwall, lembra do valor? R$ 33.982,20. Então precisaríamos de 14 anos para pagar o investimento.

 

Aqui aparece um ponto importante. Esta tecnologia ficará mais barata e acessível, pode apostar. Entretanto, não acredito que esta energia renovável tão rapidamente substitua as atuais formas de geração de energia.

 

Sabe por quê? Elas custaram muito caro, geram muitos empregos e também alimentam muitos interesses.

 

Atualmente existem regras para compensação de energia elétrica. As usinas não tem interesse na economia de energia, pelo contrário. É como um padeiro:  interessa a ele que as pessoas façam regime de carboidratos e comam menos pão francês? Ele quer mais é vender seu produto, quando mais melhor, e se tiverem tantos compradores a ponto de quase faltar pão ele aumenta o valor.

 

Acredito que o mesmo ocorra com as hidrelétricas e termoelétricas. Como já foi citado, as baterias para armazenamento são caras e ocupam espaço (exceção ao modelo da Tesla). Então ao instalar um sistema solar nas residências existe uma forma de compensação. A energia excedente é devolvida à rede tradicional e, na falta de energia gerada pelo sol,  entra em ação a energia tradicional.

 

Agora imaginem que as companhias de transmissão precisassem comprar toda produção excedente de residências, empresa e indústrias micro geradoras de energia alternativa. A conta não iria fechar, pois toda estrutura que conhecemos hoje é bancada pelo tradicional sistema de geração de energia, que são centenários.

 

Precisamos ir além. As construções de hidrelétricas, por exemplo, sao caríssimas e complexas.

 

Belo Monte por exemplo, com início em 2011, já passa dos R$ 30 bilhões. A Hidrelétrica das Três Gargantas, na China, que é a maior usina hidrelétrica do mundo,  precisou de 40.000 trabalhadores para construí-la ao longo de 17 anos, a um custo estimado de 28 bilhões de dólares, veja bem, o custo real é desconhecido.

 

E a nossa Itaipu? Para a construção, foram usados 40.000 trabalhadores diretos. Para o material, foram usados 12.570.000 m³ de concreto (o equivalente a 210 estádios do Maracanã) e uma quantidade de ferro equivalente a 380 Torres Eiffel.

 

Segundo o site da Itaipu, Os recursos captados para a construção, incluindo as rolagens financeiras, totalizaram US$ 27 bilhões, além dos US$ 100 milhões de Capital Social.

 

Obs: (Penso que Três Gargantas tomou muito como base a Itaipu com número de operários e custo, parece que para ser possível comparar mesmo. Há que se considerar a diferença da época da construção, mas o principal é que, apesar da usina chinesa ser a maior do mundo, a Itaipu é mais eficiente em relação a geração de energia produzida).

 

Francamente, são obras gigantescas de engenharia que precisam de consórcios para construídas e contratos por vários anos de direito de exploração e geração de energia. E não será simplesmente desligado para substituição de outro fonte alternativa. Lembre que falei antes, há complexidades técnicas, financeiras e de interesses neste assunto.

 

O mesmo acontece com a comparação de veículos movidos a combustíveis fósseis versus energia solar.

 

Aqui eu sintetizei inúmeras pesquisas e conversas sobre o tema ao longo dos últimos anos e este é meu ponto de vista. Teremos energia renovável em cada residência, empresa ou indústria sim, mas não agora.

 

Em qual ano você acha que será uma realidade?

 

*KWp = Watt-pico. Watt-pico (Wp) é uma medida de potência energética, normalmente associada com células fotovoltaicas. As unidades mais corretamente usadas são os múltiplos do Wp, como o kWp ou o MWp.
Fontes:

Tesla: https://www.tesla.com/powerwall

Bloomberg New Energy Finance: https://about.bnef.com/

portal solar – https://www.portalsolar.com.br/

Itaipu binacional: https://www.itaipu.gov.br/

 







Comentários